terça-feira, 16 de julho de 2013

APOMETRIA

A apometria - do prefixo grego apo (além de) e do radical metria (medida) - é uma prática de intenção cura consciencial por meio de vários recursos holossomáticos, também chamada pelos seus praticantes de prática terapêutica alternativa, de natureza espiritualista, e, segundo seus praticantes, consiste na projeção da consciência e na dissociação dos múltiplos corpos sutis (holossoma) mediante uma sequência de pulsos ou comandos energéticos mentais. Tal prática, assim como a maioria dos tratamentos de saúde heterodoxos científicos não tem qualquer garantia de cura provada pelo método científico. Porém, Apometria é praticada por determinados grupos adeptos de alguma corrente de pensamento holístico. Na ótica da Apometria, o ser humano é composto por um corpo físico (sétimo corpo) e seis corpos extrafísicos.

Primeira Lei básica da Apometria: Lei do desdobramento espiritual.
Nesta lei geral se baseia a APOMETRIA. No campo dos fenômenos anímicos a técnica da aplicação desta lei, representa uma verdadeira descoberta. Quando trabalhamos com médiuns videntes treinados e sob a direção de operador qualificado para tal tarefa, esta técnica possibilita explorar e investigar o plano astral com bastante facilidade e acurada percepção. (do livro do Dr. José Lacerda)
O desdobramento é produzido pela emissão da energia da mente que, direcionada pelo comando, cria o fluxo energético formado pelas forças cósmicas e mental/física. Logo, é justamente um fenômeno anímico do médium/operador (emissão de energia própria) que permite o desdobramento. Este é um dos diferenciais das técnicas da Apometria: a passividade dos médiuns é substituída por atividade e participação direta nos planos astrais.
"Toda vez que, em situação experimental ou normal, dermos uma ordem de comando a qualquer criatura humana, visando à separação do seu corpo espiritual – corpo astral – de seu corpo físico, e, ao mesmo tempo, projetarmos sobre ela pulsos energéticos através de uma contagem lenta, dar-se-á o desdobramento completo dessa criatura, conservando ela sua consciência."

Formação dos Campos na Apometria
Formação Dos Campos De Forças*
Duas pirâmides sobrepostas, sendo uma invertida na base na cor rubi e uma pirâmide superior na cor azul, com uma cruz crística sobre a pirâmide superior (azul). Envolvendo as pirâmides, uma esfera de luz metalizada. Envolvendo todos os campos, um anel de aço magnético. No interior da pirâmide, projeta-se a cor violeta (transmutadora) e a cor verde efervecente (para eliminar pensamentos negativos e miasmas). Finalizando, projeta-se também no interior da pirâmide, água crística para limpeza e após, vento solar, para limpar e quebrar qualquer energia negativa. Finaliza pedindo que seja espargido essências florais para harmonia do ambiente.

*_Fonte: Apometria nos Novos Horizontes
Apometria: Técnicas de cura alternativa
Apometria: técnica valiosa de tratamento que pode auxiliar a Medicina do futuro na cura holística.
“Representa o clássico desdobramento entre os componentes materiais somáticos do homem e sua constituição espiritual”, de acordo com a definição do livro Apometria- Novos Horizontes da Medicina Espiritual, escrito pelo médico Vitor Ronaldo Costa e publicado pela Casa Editora O Clarim, em 1997.


REGRA DE OURO DA APOMETRIA**
Aqui, no entanto, devemos clarinar um vigoroso alerta para os entusiasmos que possam estar provocando. Como fundamento de todo esse trabalho – como, de resto, de todo trabalho espiritual – deve estar o Amor. Ele é o alicerce. Sempre.  As técnicas que apontamos são eficientes, não temos dúvidas. O controle dessas energias sutis é fascinante, reconhecemos, pois desse fascínio também sofremos nós. Mas, se tudo não estiver impregnado de caridade, de nada valerá. Mais: ao lado da caridade, e como consequência natural dela, deverá se fazer presente a humildade, a disposição de servir ao anonimato. Se faltar amor e disposição de servir pelo prazer de servir, corremos perigo de incorrer na má aplicação das técnicas e do próprio caudal de energia cósmica, tornando-nos satânicos por discordância com a Harmonia Universal. Advertimos: através da obediência dos preceitos evangélicos, somente através dela, experimentadores e operadores podem desfrutar de condições seguras para devassar esses arcanos secretos da Natureza, com adequada utilização dessas “forças desconhecidas”.

**_Fonte: Casa do Jardim
Auto Apometria - Vídeo


Segue em vídeo, Auto Apometria: uma vivência prática de intenção de cura consciencial por meio um recurso holossomático, uma poderosa e maravilhosa prática terapêutica alternativa, de natureza espiritualista, com dissociação dos múltiplos corpos sutis (holossoma) mediante uma sequência de pulsos ou comandos energéticos mentais.

Questionamentos e Polêmicas: Apometria como toda técnica ou conhecimento novo gera polêmica e desconfiança. Muitos se aventuram em seu caminho tomando atitudes responsáveis e outros nem tanto com atitudes levianas. Como também existe o médico, o polícial e o religioso, bons ou maus, também o será o "APÔMETRA". Assim como os sistemas e doutrinas, seitas e filosofias são seguidos, exercidos e defendidos pelas crenças e experiências pessoais, a Apometria também o é.
Tudo que é novo gera dúvidas tal qual a discussão de uma "Terra redonda", ou se "espíritos existem" e criam-se correntes de fanáticos incautos a favor ou contra ela, como acontece contra ou a favor de qualquer coisa. Mesmo entre os que acreditam, a exercem com responsabilidade, há dissidências conceituais, técnicas e comportamentais. Não haveria de ser também entre os fanáticos que a perseguem, isso em nome do "bem", da "verdade", da "fraternidade" Espiritista tão evoluída e em nome de Jesus e Kardec. Algo bem semelhante aos "outros" crentes que criticam, mas repetem de forma piorada em sua inquisição íntima.
Se creem (crença pessoal ou grupal) que é um "ingênua técnica" de qualquer coisa ou que não existe, ou que não funciona, porquê persegui-la e atacá-la? Sim, é porque acreditam nela, mas não a aprovam por preconceito pessoal. E o preconceito não é recomendado a religiosos, principalmente a arautos espiritistas. O tal espírito de pesquisa, postura científica é isento e procura testar primeiro antes de negar o que desconhece e teme, tal qual os homens da cavernas quando descobriram o fogo. Portanto, aos que "acreditam" e praticam pouco importa isso. Aos que não acreditam e não se importam, também pouco importa. Só importa aos incautos fanáticos que a perseguem, dando muito mais força e fazendo propaganda dela, que o contrário.
Se preocupam mais em atacar seus semelhantes que unir-se para fazer um contraponto inteligente e racional a céticos, a religiosos dogmáticos perseguidores, a pseudo-parapsicólogos, a grupos "avançados" fanáticos, etc. Isto chama-se CONCORRÊNCIA, proselitismo, marketing, egoísmo, ignorância, etc.

Rápido histórico***:
Tudo começou no ano de 1965, quando o pesquisador dr. Luiz Rodrigues visitou o Hospital Espírita de Porto Alegre, local onde o dr. Lacerda participava de trabalhos de atendimento socorrista. O médico assistiu duas dessas sessões e ficou impressionado com as demonstrações de hipnometria apresentadas pelo farmacêutico, que não se considerava espírita. Desde então, iniciou sérias investigações sobre o assunto. Resolveu fazer experiências e escolheu sua esposa, Yolanda, para dar início às investigações. Para tanto, cumpriu a metodologia preconizada pelo pesquisador porto-riquenho. Logo constatou a eficiência da técnica, embora tenha preferido adotar a expressão grega Apometria. “APÓ” significa “além de” e “METRON” se refere à “medida” por julgar mais apropriado ao invés de Hipnometria, já que não havia a presença de sono durante a aplicação da técnica.
(...) Dr. Lacerda desencarnou em 1997, porém o resultado de seu trabalho permanece.


***_Fonte: Jornal Alternativo

_Créditos da imagem de "Formação dos Campos na Apometria" ao site ISC Instituto de Sensibilização Consciencial www.consciencial.org
www.consciencial.org
.

2 comentários:

  1. Por gentileza colocar a fonte da imagem editada "Formação dos Campos na Apometria" com créditos ao site www.consciencial.org. Agradeço, o autor, Dalton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza. Editamos e colocamos a fonte. Grata!

      Excluir